Casal celebra bodas de Sândalo

Você que me lê agora, possivelmente, está esperando uma fórmula para ser bem sucedido no casamento. Afinal, quem não gostaria de tê-la? Infelizmente, não existe fórmula - porém, algumas considerações são importantes.

 

Quem pensa em casamento, provavelmente pensa em relacionamento para sempre. A ideia, fascinante a princípio, deve ser considerada. Certeza absoluta quem terá? Não, você não terá, da mesma forma que, se abrir um negócio hoje, nunca saberá ao certo se ele vingará. Entretanto, se você cuidar dele, se empenhando, buscando inovações, colocando amor - muito amor -, sim, terá grande chance de consegui-lo. E, assim como um negócio, o casamento deve ser constantemente avaliado. Da mesma forma que você provavelmente cuida de um veículo novo, leva-o à manutenção de tempos em tempos, deverá fazê-lo com o seu relacionamento.

Tenho conversado com pessoas que buscam aflitas a certeza de estarem escolhendo a pessoa certa. Bem, certa para quê? Certa para quem? Parece bobagem, mas algumas pessoas ainda se preocupam em agradar amigos e familiares e se esquecem de perguntar se conseguem imaginar-se interessadas por esta pessoa mesmo após a paixão passar. Sim, acreditem, a paixão passa, mas o que fica - tranquilizem-se - é uma calma que aquece a alma, embala o coração. Sim, isto poderia ser uma evidência a ser seguida. Uma "ponte ao futuro" a ser feita neste exato momento, para você querido leitor, que está se perguntando o que falta para tudo isto acontecer. 

Se tivesse que dar uma definição de casamento, diria que é uma oportunidade ímpar de dividir, somar, multiplicar e subtrair.

A equipe da Pastoral da Comunicação da paróquia São João Batista por intermédio do jovem Robert Silva (Acólito), fez uma visita à residência da senhora Neide Forte (85 anos) e o senhor Vicente Anselmo Gomieiro (85 anos), o casal tem 63 anos de matrimônio e mais quatro de namoro, totalizando 67 anos juntos.

O casal que começou a namorar com 18 anos afirma que “conseguimos chegar a nosso objetivo, formamos uma família, criamos nossos filhos e hoje eles só nos enchem de orgulho” (diz Vicente). Já dona Neide relata “que o senhor Vicente foi o homem que ela pediu a Deus”.

Com os autos dos seus 85 anos de sabedoria e disciplina o senhor Vicente descreve que “ No nosso tempo o casamento era coisa séria, e hoje em dia o namoro é por temporada, fica uma temporada e já se separam, e o homem vai embora e deixa a moça grávida. Isso é lamentável.”

Foi perguntado ao casal:

-  O que Deus significava na vida deles?

A resposta veio rápida.

- Deus é tudo (Ela).

- Deus sempre planificou nosso namoro, o namoro é o início e é a BASE pra todo bom casamento. Eu sempre compreendi a Neide e ela sempre me compreendeu,

Sempre fomos unidos. (Ele).

Em um namoro que começou no dia 14 de janeiro de 1950 hoje é fruto de três maravilhosos filhos.

O mais importante de tudo isto são os valores que lhe acompanharão. Se a pessoa escolhida preencher este quesito básico, vá em frente. É uma pessoa que lhe preenche com o que é importante para você? Vá em frente. E prepare-se para dividir muitos momentos juntos. Se tivesse que dar uma definição de casamento, diria que é uma oportunidade ímpar de dividir, somar, multiplicar e subtrair. Usar todas estas funções matemáticas de maneira que você, no final, tenha colecionado experiências positivas, aprendido a viver a dois, e deixado para trás as dores, as decepções, tristezas e desapontamentos, entendendo que quem estiver com você também estará conhecendo um você que não conhecia, que também estará, em alguns momentos, se desapontando com as expectativas ilusórias que um dia fez a seu respeito, que não correspondia a quem exatamente você era. E sabe por quê? Porque nem mesmo você se conhecia o suficiente para avisá-lo a respeito.

Portanto, caro leitor, sim, você pode ser muito feliz no casamento, desde que conte com as possibilidades infinitas de se surpreender, dia após dia. Algumas vezes com detalhes não tão positivos, outras com a delícia de poder observar o quanto a maturidade o sustenta e você pode aguentar uma ou outra situação não planejada.

Para finalizar, separar-se hoje é muito fácil. Trabalhoso mesmo é enfrentar, encarar a dificuldade e acreditar que seja lá o que estiver acontecendo, os fortalecerão. Convido-os a considerar estas colocações, de um casal que está vivendo um relacionamento duradouro de 67 anos juntos, graças a Deus.